domingo, 29 de abril de 2018

Segure minha mão

Segure a minha mão ao pôr do sol,
quando a luz do dia vai para fora
e escuridão desliza sua cortina... estrelas ...
E abraçá-la, quando eu não posso viver, neste mundo imperfeito ...
Segure a minha mão ...
leve-me onde o tempo não existe ...
...
Segure a minha mão ...
nos dias em que me sinto desorientado ... 

Cantar-me a canção das estrelas...
Doce canto de vozes é o respirar...
Segure a minha mão,
e forte e fecho ela 

antes que o destino insolente
me leve para longe de você ...
Segure a minha mão
e não me deixe ir ...
Nunca ...

                                    Autor: Herman Hesse

Nenhum comentário:

Postar um comentário